domingo, 7 de agosto de 2011

SACRIFÍCIO DE TOLO


Antes de darmos seqüência nos “nãos” que devemos saber para exercício da obra do Senhor, quero na direção do Espírito Santo aprender em conjunto com os santos, o que significa a expressão “Sacrifício de Tolo”; Tenho ouvido muito essa expressão dentro das igrejas e isso me chamou a atenção para buscar na Palavra o que realmente essa expressão significa e como devo aplicá-la corretamente, pois a Palavra diz que nos erramos por não conhecermos as escrituras e nem o poder de Deus (Marcos 12:24).

Não devemos sair por ai repetindo uma expressão mesmo que bíblica sem saber o que realmente essa expressão quer dizer e qual é a sua aplicação, se assim o fazemos de fato agimos como “tolos”, pois falamos do que não sabemos por isso muitas vezes não entendemos porque não alcançamos o que buscamos em Deus porque não meditamos nas Escrituras a fim de ter a revelação da Palavra e na direção do Espírito Santo compreender o que lemos. Compreendendo corretamente o que lemos na Palavra de Deus certamente aplicaremos em nossas vidas de forma correta, e a conseqüência desta aplicação serão os frutos e frutos bons.
“Sacrifício de Tolo”
            Onde está escrito?
O que quer dizer essa expressão tão falada entre os santos?
            Quem escreveu sobre isso?
            Quais foram às circunstâncias que levaram o autor a escrever sobre isso?
            Quando e como devo aplicar essa expressão?
            Como coloco essa expressão em prática na minha vida?

            Amados, creio que esses são alguns dos questionamentos que deveríamos fazer a nós mesmos antes de ficar repetindo expressões bíblicas como se fossem as gírias mundanas que não produzem nada de bom; Nós como remidos devemos buscar em Deus o real significado e aplicação da SUA PALAVRA, para que tenhamos uma vida reta diante do Senhor e não sejamos considerados por ELE loucos ou tolos.

     Encontramos a expressão “sacrifício de tolo” no livro de Eclesiastes 5:1, no entanto para compreendermos sem dúvida alguma devemos ler Eclesiastes 5:1-9; Salmos 40:6 e Salmos 51:16-17 em conjunto.

Esses são textos comumente utilizados para defender a expressão “sacrifício de tolo”, são usados isoladamente e geralmente apenas a expressão em tese.

Nós já aprendemos nas escrituras que toda Palavra deve ser confirmada. (II Corintios 13:1 - É ESTA a terceira vez que vou ter convosco. Por boca de duas ou três testemunhas será confirmada toda a palavra.). Isto expressa à lei de interpretação das Escrituras. Toda doutrina deve ser confirmada por, pelo menos, dois ou três versículos bíblicos para que seja aceita como verdade, e obrigatória para os cristãos, diante disso buscamos colocar os três versículos que se relacionam com a expressão “sacrifício de tolo”.

Eclesiastes 5:1-9
1 - GUARDA o teu pé, quando entrares na casa de Deus; porque chegar-se para ouvir é melhor do que oferecer sacrifícios de tolos, pois não sabem que fazem mal. 2 - Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu estás sobre a terra; assim sejam poucas as tuas palavras. 3 - Porque, da muita ocupação vêm os sonhos, e a voz do tolo da multidão das palavras. 4 - Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos; o que votares, paga-o. 5 - Melhor é que não votes do que votares e não cumprires. 6 - Não consintas que a tua boca faça pecar a tua carne, nem digas diante do anjo que foi erro; por que razão se iraria Deus contra a tua voz, e destruiria a obra das tuas mãos? 7 - Porque, como na multidão dos sonhos há vaidades, assim também nas muitas palavras; mas tu teme a Deus. 8 - Se vires em alguma província opressão do pobre, e violência do direito e da justiça, não te admires de tal procedimento; pois quem está altamente colocado tem superior que o vigia; e há mais altos do que eles. 9 - O proveito da terra é para todos; até o rei se serve do campo.
            O texto escrito por Salomão traz 14 conselhos sobre sabedoria, votos e justiça e dentro desses conselhos extraímos 10 mandamentos escritos por Salomão.
1.      Guarda o teu pé de pecar quando entrares na casa de Deus;
2.      Esteja mais pronto a ouvir na casa de Deus do que a oferecer sacrifício de tolos;
Aqui temos o ponto alto de nosso estudo.
Estamos lendo na Palavra de Deus que devemos nos guardar de pecar, inclinar nossos ouvidos para ouvir o que diz Deus e não ficar fazendo supostos sacrifícios sem antes fazer isto. Aqui fica claro o que é “sacrifício de tolo”.
Sacrifício de tolo é afligir o corpo a carne em detrimento da vida espiritual, mas não se desviar da prática do pecado e não ouvir o que a Palavra de Deus diz, quer na leitura diária, quer nas reuniões dos santos nas igrejas ou em qualquer outro lugar.
Muitos vão até as igrejas ou reuniões e não deixam a prática do pecado; Nas igrejas ou nas reuniões não prestam atenção no que Deus está falando, ficam com conversas paralelas, mascam chicletes, observam o celular, enfim ficam dispersos e não se inclinam para ouvir a Palavra de Deus. Deliberadamente procuram fazer grandes expressões de fé (sacrifícios); Uns chegam a vender bens, imóveis e ofertar grandes quantias de dinheiro que normalmente não poderiam fazer; Outros fazem longos períodos de Jejum, afligem seu corpo sua carne de várias formas buscando uma “santificação” e geralmente essas pessoas ficam frustradas, pois seus “sacrifícios” não produzem absolutamente nada porque não fazem primeiramente o que instruiu Salomão, deixar a pratica do pecado e parar e se inclinar para ouvir a Palavra.
3.      Não te precipites com a tua boca;
4.      Não permitas que o teu coração se apresse a proferir votos diante de Deus;
5.      Que tuas palavras sejam poucas e apenas as necessárias quando falares com Deus;
6.      Quando fizeres um voto a Deus; certifica-te que irás pagá-lo;
7.      Não consintas que a tua boca faça pecar a tua carne;
8.      Nem diga diante do anjo que foi erro;
9.      Não te admires se vires à opressão do pobre;
10.  Não te admires da violência do direito e da justiça em alguma província.

Vejamos outro texto comumente usado para defender o porquê não fazer o sacrifício, ou melhor, dizendo o suposto sacrifício, pois aquele que de fato ama a Deus não vê dificuldade ou até mesmo não atribui a palavra sacrifício a nada que faz para Deus, pois o faz porque O ama.

Salmos 40:6
6 - Sacrifício e oferta não quiseste; os meus ouvidos abriste; holocausto e expiação pelo pecado não reclamaste.
            Aplicando o contexto completo onde está inserindo este texto que seria Salmos 40:6-10 o salmista cita SETE aspectos do ministério do Messias (Jesus Cristo) o primeiro deles está descrito no versículo SEIS que fala sobre sacrifício e oferta do MESSIAS.
            Nesse texto a idéia é que o Messias não tinha o ouvido surdo para com Deus e sua Palavra. Veja a relação deste texto com o que acabamos de ver em Eclesiastes onde Salomão diz que devemos Inclinar para ouvir a Palavra antes de sacrificar e isso foi o que Jesus Cristo Fez. Não se pode fechar os ouvidos para Deus ou para a verdade e colher bênçãos ou benefícios.
            Para finalizarmos como nos ensina as escrituras vamos para o terceiro texto que valida o que estamos aprendendo neste estudo, que Deus se agrada SIM dos sacrifícios que fazemos e que não devemos usar a expressão “sacrifico de tolo” para justificar o que não queremos fazer, ou melhor, usando expressões como essa para justificar nossa falta de Fé e Amor a Deus.
Salmos 51:16-17
16 - Pois não desejas sacrifícios, senão eu os daria; tu não te deleitas em holocaustos. 17 - Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.

            Essa verdade expressa neste salmos é firmada também no salmos 40:6 que acabamos de ver.

            O real desejo de Deus é que não haja pecado para que não seja necessário o oferecimento de sacrifícios. Aqui Davi está dizendo que crimes como o que ele cometera não eram perdoados por meio de sacrifícios de animais, uma vez que a lei não estipulava sacrifícios de expiação para crimes deliberados como assassino e adultério. Ele percebe que está à mercê de Deus como seu juiz; e a misericórdia provém da graça de Deus e não da lei divina. A lei podia apenas matar. Não podia perdoar quem transgredisse seus preceitos nem dar vida, a menos que fosse obedecida integralmente.
            No texto ainda aprendemos Dois sacrifícios que são sempre aceitáveis:
1.      Um espírito quebrantado que no Hebráico se diz shabar que quer dizer: quebrar; despedaçar; reduzir a estilhaços.
2.      Um coração quebrantado e contrito que no Hebráico se diz dakah, que deriva de daka que quer dizer: esmigalhar; desintegrar; esmagar; triturar; moer; humilhar.
Deus não desprezará um espírito ou coração quebrantado e contrito por causa de sua infinita compaixão, misericórdia e graça que são prometidas a todo aquele que está esmagado, oprimido e reduzido a cacos pelo pecado e pelos poderes satânicos.
            Amado do Senhor o Espírito Santo me ensinou através desta meditação que antes de sairmos repetindo um dizer ou até mesmo praticando coisas que são ditas como sendo instrução de Deus; Devemos sobre tudo inclinar nossos ouvidos para Deus e ouvir o que ELE diz, a fim de termos o perfeito entendimento da sua Palavra e andarmos em Espírito e em verdade.
            A expressão “sacrifício de tolo” como tantas outras expressões erroneamente utilizadas sem a direção do Espírito Santo, tem servido para aqueles que querem se esquivar de fazer a vontade de Deus, ou simplesmente para servir como desculpa para sua falácia espiritual.
A falta de compromisso para com Deus e com a igreja dessas pessoas os levam a propagar a Palavra de Deus de forma mentirosa e fraudulenta, levando muitos a colocar em prática a Palavra da Verdade de forma distorcida, esses homens e mulheres não inclinaram seus corações e ouvidos para Deus e tampouco deixaram a prática do pecado, por isso fazem uso das Escrituras para esconder sua impiedade e propagam isso como verdade extraída da Bíblia.
            Medite na Palavra de Deus, ore, jejue, faça tudo o que puder para Deus, tudo o que fazemos não é vão quando nos arrependemos dos nossos pecados e nos inclinamos para Deus. Se você ora no monte, na mata ou faz ofertas expressivas, ou até mesmo longos períodos de jejum para Deus e algum “irmão (ã) lhe dizer que Deus não quer sacrifício dê este estudo para ele (a) e peça para o Espírito Santo trazer a luz do entendimento deste irmão (ã) a revelação da Palavra que só é dada aquele que crê e escolhe servir e seguir ao Senhor, não fique triste com seu “irmão (ã)” que está lhe dizendo que você está fazendo sacrifício de tolo, certamente ele (a) nunca meditou nesta Palavra a luz do Espírito Santo para ter a sua revelação, assim como um dia eu e você também repetimos essa mesma expressão como tantas outras que repetimos sem saber sua real definição e aplicação concedida pelo Espírito Santo.
            Deus continue lhe abençoado e lhe dando o discernimento e a revelação da sua Palavra de forma que você caminhe, como, quando e onde Deus quer em o nome de Jesus Cristo nosso Senhor amém.

Na próxima semana vamos continuar estudando e discutindo o que como servos do Senhor devemos evitar fazer no serviço do Senhor, afim de que a obra do nosso Deus seja gloriosa como Ele é.

Deus Abençoe a todos abundantemente!

3 comentários:

  1. Me esclareceu algumas coisas... Obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Amei,êste estudo é maavilhoso e abençoado,Deus continue abençoando a tôdos que estão na Obra do Senhor para nos Edificar.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário ou até mesmo sugestão para novas reflexões.